Outros Destaques


CUBA

Município atribui subsídio excecional

CUBA-Município atribui subsídio excecional

A crise epidemiológica criou dificuldades acrescidas às associações humanitárias detentoras de corpos de bombeiros de todo o País que, se por um lado, foram surpreendidos com um abrupto aumento das despesas com equipamentos de proteção individual (EPI), por outro, viram em muito diminuído o serviço de transporte de doentes que é, em muitos casos, a principal fonte de receita destas instituições. Desperta esta realidade a Câmara Municipal de Cuba "tomou a iniciativa de reforçar o apoio" aos bombeiros locais com a atribuição de um "subsídio excecional no valor de 25 mil euros".
Este apoio que visa "o combate à pandemia e a aquisição de equipamentos de proteção individual e material de desinfeção, surge também como "reconhecimento ao caráter essencial dos bombeiros na proteção de vidas e bens", conforme justifica a autarquia.
"Assegurar a missão destes homens e mulheres, que têm um papel importante e insubstituível no auxílio e socorro à comunidade em caso de incêndio, de acidentes, catástrofes ou calamidades, é uma prioridade para o Município de Cuba", pode ler-se na página oficial desta câmara do distrito de Beja.

Sofia Ribeiro
19.02.2021 | 13h57