Atualidade


LBP ADVERTE:

“AGIF não pode brincar com coisas sérias”


Generic placeholder image

A Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) lamenta que, “enquanto os bombeiros continuam à espera de verem substituídos os equipamentos de proteção individual (EPI) para o combate aos fogos florestais com que andam há anos – e que já perderam o prazo de validade e de resistência ao fogo – , o Governo permita que a Agência para a Gestão Integrada de Fogos Rurais (AGIF) brinque com coisas sérias, transformada em promotora de espetáculos, numa clara postura de show business irresponsável em que vai gastar 185 mil euros”, isto enquanto “os bombeiros continuam a dar o seu melhor, a correr riscos todos os dias no combate aos fogos e no socorro às populações”.

Em comunicado a confederação denuncia: “O que a AGIF gasta em espetáculos, sob a designação de “Não brinques com o fogo”, seria fundamental para repor milhares de EPI cuja validade está mais que ultrapassada”. Para a LBP os espetáculos de sensibilização “até poderão vir a ser úteis (se devidamente testados os seus impactos), mas só e sempre depois de superadas todas as prementes necessidades operacionais que permitam participar no combate com mais meios e mais segurança para os bombeiros”.

Até que isso aconteça a liga considera “vergonhoso que se delapidem verbas em iniciativas, que não perdem oportunidade, quando os bombeiros lutam com falta de meios de proteção, inclusive, para a garantia da sua integridade física, situação que deve ser urgentemente corrigida”.

A confederação adverte ainda “o Governo e a AGIF, para que não brinquem com coisas sérias, já que se trata da vida e da segurança dos bombeiros, de Portugal e dos portugueses”, lembrando que só este ano “já há a lamentar a morte de quatro bombeiros em incêndios rurais”.

Sofia Ribeiro
23.10.2020 | 14h00