Mais Notícias


MAIS CINCO MIL ABRANGIDOS

Retomado programa de vigilância médica


Acaba de ser adjudicada pela Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) mais uma etapa do programa de vigilância médica que, desta vez, irá abranger mais cinco mil operacionais.

É assim retomado o programa, operacionalizado pela LBP, com o suporte financeiro da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC). O hiato verificado no programa desde 2018 ficou a dever-se a indisponibilidade financeira da ANEPC. A LBP ao longo do processo e, em particular, na sequência da paragem ocorrida, insistentemente foi defendendo a necessidade da continuidade do programa no sentido de, em tempo útil, abranger o universo dos bombeiros. Esta nova etapa implica um investimento de mais de 162 mil euros.

O programa de vigilância médica dos bombeiros é conduzido pela LBP desde 2013, já abrangeu 29267 inscritos, incluindo 20597 consultas e 24197 exames realizados, num investimento global de 647 787, 23 euros.

Entre 2013 e 2018 a execução do programa decorreu normalmente com base no apoio financeiro da ANEPC. À LBP tem cabido operacionalizar o programa com base nas verbas atribuídas.

Em 2014 foi possível estender o programa aos bombeiros da Madeira e dos Açores permitindo assim que todos os operacionais continentais e das regiões fossem abrangidos pela vigilância médica.

Sofia Ribeiro

23.10.2020 | 14h00