Grandes Destaques


EX-PRESIDENTE DA ANEPC

Críticas na mensagem de despedida

Sede LBP

Na mensagem de despedida à estrutura da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), o seu antigo presidente, tenente-general Mourato Nunes, lamentou que “ o mandato que agora cessou desenrolou-se num contexto extremamente difícil e em que nem sempre a ANEPC mereceu a atenção e o apoio que a criticidade da respetiva missão exigem”.
Mourato Nunes sublinha que “subsiste ainda um longo caminho a percorrer, para que a ANEPC e o Sistema Nacional de Proteção Civil se encontrem plenamente capacitados e aptos a dar resposta às múltiplas e complexas situações de emergência, reais ou potenciais, com que nos deparamos” e lembra que “uma instituição à qual tanto se exige tem de ter um tratamento diferenciado e adequado à complexidade e especificidade da missão”.
“Impõe-se dizê-lo, nem sempre a Autoridade Nacional contou com o apoio expectável e exigível”, reforçou o ex-presidente da ANEPC lembrando também que “subsiste a tendência para que a ANEPC apenas seja recordada no período de incêndios, ou quando estes, ou outros eventos, são de tal forma severos que convocam os decisores políticos a adotar medidas excecionais” e que, nessa matéria “importa alterar comportamentos neste do

Sofia Ribeiro
22.12.2020 | 12h33