Grandes Destaques


ANTIGO GOVERNANTE ALERTA

Estamos novamente no laxismo de sempre

Generic placeholder image

O antigo secretário de Estado da Administração Interna, José Artur Neves, manifesta-se contra “a passividade” de todos os que “deixaram cair a palavra Prevenção, de que tanto se falou em 2018 e 2019” em artigo publicado no portal “bombeiros.pt”.
O ex-secretário de Estado da equipa de Eduardo Cabrita considera no mesmo artigo que “estamos novamente no laxismo de sempre, e só voltaremos a reagir quando outra tragédia se abater sobre nós. Aparecerão então as Comissões Técnicas Independentes, recalcados relatórios de supostos especialistas na matéria, infindáveis programas de debate com as horríveis imagens do terror dos incêndios como pano de fundo…e tudo o mais que se conhece!”
José Artur Neves, que se demitiu do Governo na sequência da polémica das golas antifumo, lembra o programa “Aldeias Seguras, Pessoas Seguras” e lamenta que apesar de “colocado no terreno em tempo recorde, que rapidamente se implantou em mais de 2000 aldeias de risco, não teve evolução alguma, ou praticamente nenhuma, neste último ano”, assinalando que “o Governo não mais tocou no assunto, talvez por achar que o melhor era esquecer pelo facto de um seu ex-Secretário de Estado, percursor do lançamento do programa, ter sido constituído arguido por, alegadamente, como é do conhecimento geral e no entendimento do MP, existirem indícios de ilegalidades no âmbito da contratação de serviços por parte da entidade por ele tutelada – a ANEPC”.
“Muito pior do que me terem constituído arguido, por razões para mim inimagináveis, é sentir esta desistência e o abandono das aldeias entrincheiradas no meio de densos eucaliptais, matagais e outras espécies altamente inflamáveis”, frisa o antigo governante a concluir o artigo.

Sofia Ribeiro
23.10.2020 | 16h06