Grandes Destaques


LBP

Jaime Marta Soares formaliza a não recandidatura

LBP-Jaime Marta Soares formaliza a não recandidatura

O presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP), Jaime Marta Soares, sem surpresa, anunciou formalmente que não será recandidato ao cargo nas eleições agendadas para 30 de outubro, no Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA), em Santarém.
Após a audiência no Palácio de Belém, que serviu para convidar o chefe de Estado o para presidir às cerimónias de inauguração da sede da confederação - prevista para setembro - e de encerramento do congresso eletivo, Jaime Marta Soares, em comunicado, revelou que "ao informar o Presidente da República da sua intenção de não se recandidatar a novo mandato" aproveitou o encontro "para elencar algumas das muitas tarefas a que deu corpo no exercício da sua presidência durante uma década". O momento serviu, ainda, para uma troca de impressões sobre o que ficou por fazer, nomeadamente, a "definição de princípios orientadores para regular a atividade laboral dos bombeiros através de Acordo Coletivo de Trabalho", mas também "a urgência e premência do reforço de verbas da lei do financiamento das associações de bombeiros", bem do aumento da "percentagem de apoio para o Fundo de Proteção Social do Bombeiro".
Jaime Marta Soares voltou a bater-se pela "bonificação da contagem de tempo de serviço para a reforma do bombeiro voluntário", apelando, igualmente, por "legislação que reconheça a função de Bombeiro como sendo de alto risco". A audiência serviu igualmente para o porta-voz da confederação alertar Marcelo Rebelo de Sousa para "a necessidade de ser colocado um ponto final num acordo de base com o INEM, garantindo aos bombeiros a cobertura financeira dos custos reais assumidos pela prestação do serviço de socorro pré-hospitalar".
Mais uma vez, na presença do chefe de Estado, o presidente da LBP frisou que "os bombeiros devem merecer por parte do Estado reformas e apoios à dimensão do que representam para o País e para a segurança das vidas e haveres de todos os portugueses".
No ato eleitoral dia 30 de outubro, que decorre entre as 16.30 e às 18.30h., os bombeiros elegem os novos órgãos sociais para o mandato 2022-2026, sendo que neste momento dois candidatos já estão no terreno a apresentar os respetivos planos de ação. António Nunes, ex-inspetor de bombeiros e António Carvalho, comandante dos Voluntários da Póvoa de Santa Iria e Presidente da Federação de Bombeiros do Distrito de Lisboa são os candidatos à sucessão de Jaime Marta Soares.

Sofia Ribeiro
21.07.2021 | 15h24