Grandes Destaques


EQUIPAS DE INTERVENÇÃO PERMANENTE

MAI autoriza mais 21

EQUIPAS DE INTERVENÇÃO PERMANENTE-MAI autoriza mais 21

O Ministro da Administração Interna (MAI) deu luz-verde à constituição de 21 novas equipas de intervenção permanente (EIP), "elevando para 206 o número de EIP constituídas neste ano de 2021".
Em nota à comunicação social o gabinete de Eduardo Cabrita revela que com a criação destas novas EIP, compostas por um total de 105 bombeiros profissionais, "eleva-se para 551 o total de equipas já protocoladas" ou seja, quase o triplo das autorizadas até 2016 (169).
Estes protocolos, celebrados entre a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), as Câmaras Municipais e as Associações Humanitárias de Bombeiros, "visam melhorar a eficiência da Proteção Civil e as condições de prevenção e socorro face a acidentes e catástrofes, como inscrito no Programa do XXII Governo Constitucional", explica o comunicado.
As EIP são equipas formadas por cinco bombeiros, que se destinam ao cumprimento de missões no âmbito da Proteção Civil. Os operacionais que integram estas brigadas, segundo refere a nota à comunicação social, distinguem-se "pela elevada especialização, com competências em valências diferenciadas para atuarem em diferentes cenários". Estas mais de duas dezenas de EIP vão servir os quartéis de 17 municípios do continente, correspondendo a quatro primeiras equipas e 17 segundas ou seja, criadas em Corpos de Bombeiros onde já existia uma.

Sofia Ribeiro
14.10.2021 | 10h55