Destaques


BARCELINHOS

Segunda EIP chega no centenário

  • BARCELINHOS-Segunda EIP chega no centenário
Na sessão solene comemorativa dos 100 anos da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Barcelinhos, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, anunciou que o quartel será reforçado com uma segunda equipa de intervenção permanente (EIP). A boa notícia chegou depois da cerimónia de inauguração do Centro de Preparação Física e Mental da instituição que tem como público alvo, os bombeiros, que direção e comando querem preparados "ao mais alto nível, para poderem enfrentar os desafios da profissão". Também durante a sessão solene, Jaime Marta Soares distinguiu a centenária instituição com Fénix de Honra da Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP), mas, apesar do momento ser de festa, não deixou de falar das dificuldades do setor e de alertar para problemas futuros, nomeadamente a anunciada "criação das Nuts III". O presidente da direção da associação José Arlindo Costa, aproveitou a presença do governante frisou a necessidade de dotar o parque de viaturas com um veículo urbano de combate a incêndios (VUCI), mas Eduardo Cabrita escusou-se a promessas. José Beleza, comandante do corpo de bombeiros, enalteceu a riqueza humana e operacional das mulheres e os homens que servem o quartel de Barcelinhos que coordena, ao mesmo tempo que recordou a importância dos que estiveram na fundação deste projeto no já longínquo ano de 1921. O presidente de Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, aproveitou o momento para dar conta do "apoio igualitário" aos corpos de bombeiros do concelho, não deixando, contudo, de enaltecer o trabalho desenvolvido pelos Voluntários de Barcelinhos. A imposição da medalha de Proteção e Socorro no estandarte da associação constituiu um dos momentos altos da cerimónia. As comemorações do centenário arrancaram a 24 de junho, data da fundação da associação e prolongam-se até ao próximo ano com a promoção de iniciativas várias, designadamente espetáculos, ações de formação, atividades nas escolas que pretendem "envolver a comunidade" e, ainda, com a edição de um livro que conta a história de 100 anos de bons serviços prestados ao País.

Sofia Ribeiro
28.06.2021 | 17h27