Destaques


BOTICAS

Associação assinala meio século

  • BOTICAS-Associação assinala meio século
A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Boticas assinalou, recentemente, meio século de existência com uma "cerimónia simples, em respeito pelo momento que o país enfrenta e em cumprimento das restrições impostas pela pandemia de covid-19", por isso, sem convidados, embora carregada de simbolismo, ou não fosse esta uma data singular na história desta importante instituição não só para concelho de Boticas, mas para toda a região.
O programa comemorativo arrancou com o hastear das bandeiras no quartel ao som do hino nacional, a que se seguiu a tradicional romagem de saudade ao cemitério municipal em homenagem aos bombeiros e dirigentes falecidos, bem como a "todos aqueles que contribuíram de forma ativa para a história da associação".
Depois, em desfile apeado, foi depositada uma coroa de flores no Monumento ao Bombeiro, no Largo Conde de Vila Real, em tributo "a todos quantos têm abraçado a causa do voluntariado e o espírito solidário de ajuda aos outros".
As comemorações terminaram com a formatura em parada para receção do presidente da Câmara Municipal de Boticas, Fernando Queiroga, que ocupa, também, a adeira da presidência da direção desta associação humanitária.
Para além do quadro ativo, marcaram também presença neste encontro festivo elementos do quadro de Honra, nomeadamente os comandantes Celso Ferreira e Arnaldo Machado, que se juntaram na parada ao comandante em exercício, Carlos Gomes. A Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) esteve representada na cerimónia pelo comandante Hernâni Carvalho, que distinguiu os Voluntários de Boticas a medalha comemorativa dos 50 anos.
Testemunharam este momento membros dos órgãos sociais, bem como vários fundadores desta instituição.
Fernando Queiroga falou de um momento de "enorme simbolismo e a homenagem justa a todos quantos contribuíram de forma ativa para o nascimento, crescimento e consolidação desta corporação ao longo de meio século de existência", salvaguardando que este não era o programa pretendido "nem o que esta Associação merece, mas sim o que é possível fazer tendo em conta todas as restrições e o momento que o país vive", sublinhando ainda que no presente, "como sempre, os Bombeiros de Boticas, que deram mostras de um grande profissionalismo e uma dedicação inexcedível ao longo destes tempos difíceis de pandemia, continuam a dar o exemplo e a cumprir escrupulosamente todas as regras de controlo da covid-19, defendendo e zelando, intransigentemente, pela saúde pública das nossas gentes".

Sofia Ribeiro
11.06.2021 | 12h13