Destaques


QUARTEL ELECTRÃO

Bombeiros prestes a superar recorde

  • QUARTEL ELECTRÃO-Bombeiros prestes a superar recorde
Nos primeiros 10 meses do ano as associações humanitárias de bombeiros voluntários que aderiram à campanha "Quartel Electrão" recolheram duas mil toneladas de equipamentos elétricos usados, a mesma quantidade arrecadada durante todo o ano passado.
Em 2020, em plena pandemia, os quartéis portugueses atingiram o máximo histórico 2.029 toneladas pilhas e de equipamentos elétricos desviados para a reciclagem, o valor mais alto registado nas cinco edições desta iniciativa.
E assim sendo, "a avaliar pelos números disponíveis até agora estamos prestes a alcançar um novo recorde", conforme antecipa Pedro Nazareth, diretor-geral do Electrão.
Esta ação, que teve início em janeiro, prolonga-se até ao próximo dia 30 de novembro pelo que a população pode continuar a deixar nos quartéis aderentes todo o tipo de lâmpadas, pilhas e equipamentos elétricos fora de uso.
A iniciativa tem suscitado o apoio de várias empresas e instituições, como juntas de freguesias e câmaras, afim de apoiar os soldados da paz dos seus territórios.
Em muitos casos as autarquias colocam à disposição os estaleiros municipais, para armazenamento dos resíduos, e chegam mesmo a disponibilizar-se para recolher os velhos equipamentos, sempre que solicitado pedido.
Também as empresas privadas estão a mobilizar-se, um pouco por todo o País, para a entrega destes resíduos, contactando, diretamente, o Electrão para a recolha, mas solicitam que essa contabilização seja associada ao corpo de bombeiros da área onde operam.
"Este ano já foram encaminhadas quase 164 toneladas por estas vias, o que é revelador da importância que cada vez mais o tecido empresarial dá à dimensão social e ambiental", sublinha Pedro Nazareth.
Recorde-se que esta campanha tem como objetivo envolver as associações humanitárias para a causa da reciclagem, premiando-as pelas boas práticas ambientais.
Este ano ao vencedor será oferecido um veículo de combate a incêndios no valor de 54 mil euros. Todos os quartéis recebem 75 euros por cada tonelada de resíduos reunida. São ainda atribuídos prémios por regiões e aos novos aderentes, sendo que aos vencedores destas categorias serão entregues 750 euros em cartões pré-pagos de combustíveis.

Sofia Ribeiro
09.11.2021 | 17h25