PUB

Capa do jornal "Bombeiros de Portugal"

Director: Rui Rama da Silva

domingo,

27/09/2020

01:42

CUBA

Portugal perde mais um bombeiro

31/07/2020 15:50:50

CUBA_Bombeiro de 3ª Carlos Carvalho.jpg

                                  ATUALIZAÇÃO

A Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) acaba de participar a morte do bombeiro de 3.ª Carlos Manuel Lopes Carvalho, dos Voluntários de Cuba, que, depois de 17 dias a lutar pela vida, não resistiu à gravidade dos ferimentos que sofreu no combate a um incêndio rural no passado dia 13, em Castro Verde.

A confederação “expressa, publicamente, as sentidas condolências à família enlutada, à direção, ao comando, e a todos os bombeiros o mais profundo sentimento de respeito e solidariedade neste momento tão difícil, com um abraço de amizade e pesar”, pode ler-se na nota enviada às redações.

O ministro da Administração Interna, em comunicado, já manifestou “enorme tristeza” por mais esta irreparável perda.

“Este é um momento de profunda consternação, no qual quero endereçar os meus sentidos pêsames à família, amigos e à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Cuba”, diz Eduardo Cabrita e lembra Carlos Heleno também gravemente ferido nesse incêndio, que enfrenta um difícil processo de recuperação.

“Neste momento de pesar, é tempo ainda de recordar e enaltecer o compromisso e o empenho com que, diariamente, milhares de bombeiros de todo o país contribuem de forma decisiva para a defesa da floresta contra incêndios e para a salvaguarda de todos os portugueses”, refere o governante.

O corpo do bombeiro de Carlos Manuel Lopes Carvalho, estará em câmara ardente, a partir do final da tarde de hoje (31 de julho), na casa mortuária de Vila Alva, realizando-se o funeral amanhã (1 de agosto) pelas 15h.

A LBP apela uma vez mais aos quartéis portugueses para cumprimento a diretiva nacional, solicitando a colocação das bandeiras a meia haste até ao final do dia do funeral. Ainda "como forma de homenagem coletiva ao Soldado da Paz falecido em serviço", a confederação pede que soem as sirenes dos quartéis de todo o País, amanhã, dia 1 de Agosto, às 16h.

PUB