PUB

Capa do jornal "Bombeiros de Portugal"

Director: Rui Rama da Silva

segunda-feira,

23/10/2017

07:21

INCÊNDIOS FLORESTAIS

Empresa entrega 501 EPI aos bombeiros

11/08/2017 11:20:20

DAFUNDO_1.jpg

O Grupo Os Mosqueteiros, numa parceria com a Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP), entregou 501 equipamentos de proteção individual (EPI) de combate a incêndios florestais a 101 corpos de bombeiros de todos distritos do território continental, numa cerimónia que se realizou, no dia 11 de julho, no quartel dos Voluntários do Dafundo.

Para o próximo mês de setembro está prevista a entrega de outros tantos equipamentos.

 

Sofia Ribeiro (texto)

Marques Valentim (fotos)

 

Decorreu no dia 11 de agosto, nas instalações da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Dafundo, a cerimónia de entrega equipamentos de proteção o individual (EPI) de combate a incêndios florestais oferecidos pelo Grupo Mosqueteiros/Intermarchê, no âmbito do protocolo estabelecido com a Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP).

Na cerimónia, que contou com a presença do presidente da LBP, comandante Jaime Marta Soares, para além dos 500 EPI entregues a 100 corpos de bombeiros dos 18 distritos do continente, a administração do Intermarchê decidiu ofertar mais um conjunto aos Voluntários do Dafundo, anfitriões deste evento. 

“Hoje garantir o funcionamento de uma estrutura de bombeiros em Portugal não é nada fácil, porque o trabalho que ali é executado não é devidamente ressarcido”, declarou Jaime Marta Soares, para depois realçar a meritória intervenção da sociedade civil, no que “deveria ser uma responsabilidade prioritária dos poderes instituídos”.

O presidente da confederação enalteceu e agradeceu a estratégia social da empresa, falou de um sentimento muito forte de gratidão”, defendendo que “apoiar os bombeiros è apoiar Portugal”.

O parque de viaturas do Bombeiros do Dafundo encheu-se de bombeiros de todo o país e foi perante uma plateia “de mulheres e homens que sob anonimato são autênticos heróis” que João Magalhães, em nome da administração do Intermarchê, falou e elogiou a missão dos bombeiros, assegurando que a organização que representa conhece e reconhece “as dificuldades, os perigos que diariamente enfrentam”, e que, por isso, está sempre disponível para responder às solicitações, quer abrindo as portas das suas lojas quer apoiando ou patrocinando iniciativas das associações e corpos de bombeiros. O administrador anunciou na ocasião que a dimensão da tragédia que esse ano se abateu sobre o Pais levou esta organização a duplicar a oferta, estando prevista para setembro a entrega de mais meio milhar de EPI.

Os conjuntos distribuídos pelo grupo que detém as insígnias Intermarché, Bricomarché e Roady, são compostos por bota florestal, luvas, cógula, calças e dólman, capacete e sweatshirt.

Registe-se que a estes equipamentos somam-se outros 1250 distribuídos em campanhas anteriores, o que feitas contas se traduz num apoio superior a um milhão de euros. A relação do Grupo Os Mosqueteiros com os bombeiros é antiga e começou há anos com a entrega de cerca de meia centena de viaturas de combate a incêndios florestais, sendo que desde 2014, formalizada a parceria com a LBP, centrando-se a aposta na segurança nos operacionais.  

FOTOS: Marques Valentim

DAFUNDO_2.jpg

Foram contempladas com a oferta do grupo Os Mosqueteiros 100 corpos de bombeiros de todos os 18 distritos de Portugal continental:

AVEIRO: Voluntários de Pampilhosa, Anadia; Vale de Cambra, Sever do Vouga e Arouca. BEJA: Voluntários de Cuba, Ferreira do Alentejo Mértola, Ourique e Vila Nova de Milfontes. BRAGA: Voluntários Celoricenses, Vieira do Minho, Riba de Ave, Cabeceirenses e Fão. BRAGANÇA: Voluntários de Alfândega da Fé, Moncorvo, Freixo de Espada à Cinta, Vinhais e Torre de D. Chama. CASTELO BRANCO: Voluntários de Vila Velha de Ródão, Proença-a-Nova. Penamacor, Vila de Rei e Cernache de Bonjardim. COIMBRA: Municipais da Figueira da Foz e da Lousã e os Voluntários, Brasfemes, Coja e Lagares da Beira. ÉVORA: Voluntários de Vendas Novas, Montemor-o-Novo, Mourão, Alandroal e Viana do Alentejo. FARO: Voluntários de São Brás de Alportel, Monchique, Aljezur, São Bartolomeu de Messines e Alcoutim. GUARDA: Voluntários de Vila Nova de Tazém, Fornos de Algodres, Manteigas, Loriga e Soito. LEIRIA: Voluntários de Peniche, Nazaré, Vieira de Leiria, Ansião, Ortigosa, LISBOA: Voluntários de Colares, Alverca, Fanhões, Zambujal, Parede, Alcoentre, Camarate, Almoçageme, Caneças e Montelavar.

  PORTALEGRE: Voluntários do Crato, Avisenses, Monforte, Marvão e os Municipais do Gavião. PORTO: Voluntários de Leça do Balio, Cête, Porto, São Pedro da Cova, Vila Meã e Crestuma. SANTARÉM: Voluntários do Entroncamento, Pernes, Samora Correia, Fátima e os Municipais do Sardoal. SETÚBAL: Voluntários do Cercal do Alentejo, Canha e Alvalade Mistos do Seixal, Torrão e Amora. VIANA DO CASTELO: Voluntários de Caminha, Monção, Ponte da Barca, Vila Nova de Cerveira e Municipais de Viana do Castelo. VILA REAL: Voluntários de Cheires, Sanfins do Douro, Provesende, Favaios, Carrazedo de  Montenegro e Cerva. VISEU: Voluntários Tabuaço, Vouzela, Cabanas de Viriato, Lamego, Ervedosa do Douro, Penedono e Vale Besteiros.


PUB