PUB

Capa do jornal "Bombeiros de Portugal"

Director: Rui Rama da Silva

terça-feira,

12/12/2017

21:49

Uma parceria cada vez mais forte

04/09/2017 11:07:17

A parceria entre os Bombeiros Portugueses e o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) tem já muitas décadas e é fundamental para o funcionamento do Sistema Integrado de Emergência Médica (SIEM).

Respondo a este convite para escrever este artigo porque considero ser da mais elementar justiça assinalar um marco que apenas é possível graças aos Bombeiros: o passado dia 28 de julho de 2017 fica na história da emergência médica pré-hospitalar, pois nessa data o país passou a contar com pelo menos um Posto de Emergência Médica (PEM) do INEM em cada um dos 278 concelhos do território continental.

INEM_FOTO-MARQUES-VALENTIM.jpg

Conclui-se assim, finalmente, uma verdadeira Rede Nacional de Ambulâncias de Socorro. Um esforço conjunto entre o INEM e os Bombeiros e que é um exemplo de Proximidade e de Equidade no acesso a um direito de todos: a proteção da saúde.

Proximidade, porque os serviços prestados estão próximo dos cidadãos, numa área em que a proximidade é fundamental para uma resposta que só será adequada se dada em tempo útil.

Equidade, pois todos os concelhos, sejam eles mais ou menos populosos, localizem-se no litoral ou no interior, tenham muitos ou poucos recursos financeiros, passarão a dispor de um equipamento que serve de forma igual os cidadãos de todos os 278 municípios.


Mas permitam-me corrigir as palavras que eu mesmo escrevi acima: o PEM não é do INEM! Nem tão pouco é dos Corpos de Bombeiros que aceitaram celebrar o protocolo para constituição do PEM com o INEM. Na verdade, a única admissível, cada PEM é dos cidadãos que tanto o INEM como os Bombeiros têm por missão servir.

E esse é um ponto que INEM e Bombeiros sempre tiveram em comum, ainda que algumas mentes que teimam em persistir em ambos os “lados” não o queiram reconhecer. Quando toca a prestar socorro a vítimas de doença súbita ou acidente, todos os intervenientes vestem uma só “camisola”: a camisola da emergência médica pré-hospitalar.

Esta capacidade de ultrapassar diferenças (que sempre existirão…) em nome das vítimas tem ajudado a escrever muitas histórias com final feliz. Mesmo que essas histórias quase nunca apareçam na abertura dos telejornais ou façam primeiras páginas, o olhar agradecido das vítimas cuja vida ajudámos a salvar, bem como dos seus familiares e amigos, enche-nos de orgulho e satisfação e dá-nos alento para enfrentar quaisquer dificuldades.

A visão do Instituto para o SIEM passa também por uma Boa Gestão dos recursos que lhe são disponibilizados. Nesse sentido, INEM e Liga dos Bombeiros Portugueses acordaram recentemente um novo modelo para os protocolos que passarão a sustentar o funcionamento dos PEM, baseado numa solução inovadora para problemas antigos, com vantagens evidentes para todas as entidades envolvidas.

Neste âmbito há a destacar que estes novos Protocolos vieram agilizar a renovação das ambulâncias colocadas nos Corpos de Bombeiros com PEM, uma necessidade que começava a assumir contornos de verdadeira urgência. Permitem ainda reformular a forma como é feita a manutenção dessas viaturas, com base em critérios transparentes e iguais para todas as corporações.

Não ignoramos que há ainda passos importantes para serem dados – de parte a parte – para fortalecer esta parceria essencial entre bombeiros e INEM, relacionados com questões como o financiamento, a formação, o desempenho operacional e a coordenação.

Porque não podemos nem queremos fugir a essas questões, para todas elas há abertura para uma análise franca e baseada em dados concretos e objetivos, sem posições inflexíveis nem espaço para reivindicações irrealistas e insustentáveis que alimentem demagogia fácil. Acredito que esta vontade é recíproca e vai permitir construir um SIEM cada vez mais robusto e sustentável.

Como demonstra o passado mais recente, o entendimento entre INEM e Bombeiros é possível e muito proveitoso para os portugueses. E esse entendimento será, ainda, melhorado.

Mas, neste momento histórico, permitam-me uma palavra de grande agradecimento para todos aqueles que no universo dos Bombeiros Portugueses – operacionais, dirigentes e restantes colaboradores – têm tornado possível que o SIEM seja um fator de coesão entre os portugueses.

Continuemos este caminho, que todos os dias se traduz em muitas vidas salvas.

 

Luís Meira

Presidente do Conselho Diretivo do INEM

PUB